sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Batalha de Saint Pierre

Passam hoje duzentos anos sobre o combate de Saint Pierre, o último de uma serie de ações que decorreram entre 9 e 13 de Dezembro de 1813, a sul de Bayonne,  já em França, e conhecidas pela designação de batalhas do Nive. 
Estas ações fizeram parte da  última ofensiva intentada pelo marechal Soult para travar o avanço do exército anglo-luso-espanhol comandado por Wellington e que terminou num rotundo fracasso.
Em Saint Pierre, um dos combates mais difíceis e sangrentos em que participou o exército português, os soldados portugueses demonstraram mais uma vez a sua coragem e determinação. Em sua homenagem publicamos hoje um registo das baixas sofridas e das promoções concedidas pela conduta no campo de batalha.

(Vista parcial do campo de batalha -à esquerda- a partir da Croix de Mouguerre. O rio Adour e a cidade de Bayonne ao fundo. Foto retirada daqui.)

Batalha de Saint Pierre

13 de Dezembro de 1813

Unidades do Exército Português Presentes

Divisão Portuguesa: Marechal de Campo Carlos Frederico Lecor

Baixas do Estado-maior: 3 oficias feridos
Marechal de Campo Carlos Frederico Lecor; Brigadeiro Carlos Ashworth; Tenente-coronel Alexandre Tulloh, comandante da artilharia portuguesa;

2ª Brigada: Brigadeiro António Hipólito da Costa

RI 2 (1062 homens) comandado pelo coronel Jorge de Avillez
Baixas: 19 praças mortos; 29 praças feridos; 6 praças extraviadas; Total 54
RI 14 (1059 homens) comandado pelo major Jacinto Alexandre Travassos depois pelo major Rodrigo Vitto Pereira da Silva
Baixas: 2 oficiais e 52 praças mortos; 4 oficiais e 68 praças feridos; 6 praças extraviadas; Total: 132
Oficiais mortos: major graduado em tenente-coronel Jacinto Alexandre Travassos e capitão Urbano Xavier Henriques;
Oficiais feridos: ajudante Thomaz Antonio da Guarda Cabreira; tenente Daniel Donovan; alferes João Lamprêa de Sarre; alferes José Cezario Peniz Parreira;

4ª Brigada: Brigadeiro João Buchan

RI 4 (1128 homens) comandado pelo tenente-coronel João Hill;
Baixas: 19 praças mortos; 3 oficias e 46 praças feridos; Total: 68
Oficiais feridos: capitão Angus McDonald; capitão Domingos Corrêa de Mesquita Cary; alferes Bernardino de Senna de Figueiredo;
RI 10 (1106 homens) comandado pelo coronel Luiz Maria de Souza Vahia;
No documento do AHM 1-14-57-12-1 diz-se que apesar de todo o  batalhão estar presente só combateram cinco companhias e um destacamento de 90 praças e refere ainda os oficiais comandantes dos destacamentos e companhias. No mesmo documento refere-se que o tenente-coronel Donald McNeill, deste regimento, comandou as companhias de granadeiros da brigada.
Baixas: 2 oficias e 12 praças mortos; 5 oficiais e 42 praças feridos; Total: 61
Oficiais mortos: capitão Luiz Manuel de Carvalho e tenente Antonio de Abreu;
Oficiais feridos: capitão Pedro Pinto de Moraes Sarmento; capitão Manuel Martiniano de Souza Girão; alferes Pedro Paulo Ferreira Passos; alferes Antonio de Padua Ferreira; alferes Antão de Sá Valente;
Caç  10 (273 homens) comandado pelo capitão graduado em major Francisco António Pamplona;
Baixas: 9 praças mortos; 6 oficias e 28 praças feridos; Total : 43
Oficiais feridos: capitão Frederico Armstrong; tenente Miguel Corrêa de Mesquita; tenente José de Souza Cirne; tenente José Maria de Souza; tenente José Allão Corrêa; alferes Antonio de Souza Cirne.

2ª Divisão Aliada: Tenente General William Stewart

5ª Brigada: Brigadeiro Carlos Ashworth

RI 6 (1019 homens) comandado pelo tenente-coronel Maxwell Grant;
Baixas: 1 oficial e 51 praças mortos; 8 oficiais e 132 praças feridos; 7 praças extraviadas; Total: 199
Oficiais mortos: capitão Manuel José de Pinho;
Oficiais feridos: tenente-coronel Maxwell Grant; ajudante graduado em capitão Manuel Joaquim Muniz; capitão João Joaquim Pereira do Lago; capitão João Pereira de Menezes; capitão Jorge Pheland; capitão João Sutherland; tenente Francisco José Sanhudo; alferes Manuel Antonio Pimentel;
RI 18 (1215 homens) comandado pelo major Mathias José de Sousa e depois pelo capitão Manuel Pereira Borges;
Baixas: 3 oficiais e 52 praças praças mortos; 4 oficias e 112 praças feridos; 11 extraviadas; Total: 182
Oficiais mortos: major Mathias José de Sousa e capitão Manuel Caetano de Sá Tinoco; capitão Tomaz Ridge;
Oficiais feridos: capitão Manuel Ferreira Aranha; capitão Hugh Lumley; tenente Luiz Carlos Appellius; alferes Joaquim Cezar de Araujo;
Caç 6 (557 homens) comandado pelo tenente-coronel Pedro Fearon
Baixas: 39 praças mortos; 3 oficias e 48 praças feridos; Total: 90
Oficias feridos: capitão Ricardo Brunton; capitão Guilherme Henrique Temple; alferes Melchior Pereira Coutinho;

6ª Divisão Aliada: Tenente General Henry Clinton

7ª Brigada: Coronel James Douglas

Caç  9 (376 homens) comandado pelo tenente-coronel Jorge Brown
Baixas: 2 praças mortos; 1 oficial e 12 praças feridos; Total: 15 (Oman)

Cristovão Aires dá as baixas de oficiais para toda a batalha do Nive onde Caç 9 combateu também no dia 9 de Dezembro no combate de Villefranque onde devem ter caído os oficiais indicados. Pela carta de Stewart para Beresford (publicada por Chaby) infere-se que o oficial ferido em St. Pierre foi o próprio comandante, o tenente-coronel Jorge Brown, sendo substituído no comando do batalhão pelo Major Luiz Maria de Cerqueira.

Artilharia

Comandante da artilharia portuguesa: tenente-coronel Alexandre Tulloh (RA 3)
1 brigada do RA 1 comandada pelo major João da Cunha Preto

No documento do AHM 1-14-57-12 ms 1 diz-se que depois de Tulloh ter sido ferido foi Cunha Preto que passou a comandar a artilharia.
Baixas: 6 praças feridos; (Oman)

Total da força de infantaria presente: 7795 homens
Total de baixas de infantaria: 844 homens (cerca de 11%)


(Foto retirada daqui)

Promoções pela boa conduta na batalha de dia 13 de Dezembro de 1813

Nota: Todos os sargentos foram promovidos a Alferes. Os oficiais foram graduados à patente imediatamente superior.
Divisão Portuguesa

2ª Brigada:
Infantaria nº 2:
Alf. Joaquim Carlos Viana; Sarg. Ajud. José Joaquim Furtado
Infantaria nº 14:
Maj. Jacinto Alexandre Travassos; Ten. Pedro Alexandrino Pereira; Alf. João Lamprea de Sárre; Alf. António Lobo da Silva

4ª Brigada:
Infantaria nº 4: Ten. Luís de Moura; 1.º Sarg. José Joaquim Pinto
Infantaria nº 10: Ajud. Alf. João dos Santos; Alf. Pedro Paulo Ferreira Passos
Caçadores nº 10: Cap. Frederico Armstrong; Ten. Miguel Correia de Mesquita; 1.º Sarg. José Belo de Araújo; 1.º Sarg. José Maria da Fonseca

2ª Divisão Aliada

5ª Brigada:
Infantaria nº 6: Maj. Manuel Luís Correia; Cap. José Cardoso de Carvalho; Alf. António Ferreira Borges; Alf. Manuel José Pimentel; 1.º Sarg . João Luís;
Infantaria nº 18: Cap. Manuel Pereira Borges; Cap. Hugh Lumley; Ten. Fernando de Magalhães; Ten. Luís Charles Appeluis; Alf. Joaquim Jerónimo da Cunha; Alf. Bernardino Coelho Soares; 2.º Sarg. Vitorino Vieira Borges;
Caçadores nº 6: Alf. Hernesto Augusto Brockhausen; Alf. Pedro Pinto de Araújo Correia; 1.º Sarg. João Manue l Bento;

6ª Divisão Aliada

Caçadores nº 9: Cap. Francisco Joaquim Pereira Valente; Ajud. Ten. André Simpson; Alf. Joaquim Manuel da Silva Rocha

Fontes:
Cristovão Aires, História Orgânica e Política do Exército Português
Charles Oman, A History of the Peninsular War, vol VII
Claudio Chaby, Excerptos Históricos
Lista de oficiais mortos e feridos no dia 13 de Setembro de 1813 vinda do EM aliado - AHM 1-14-243-7 ms 1-2
Corpos do exército que combateram na batalha do Nive de 9 até 13 de Dezembro de 1813 – AHM 1-14-57-12 ms 1
Lista dos oficiais promovidos por boa conducta no campo de batalha – AHM 1-14-511-5 ms 1-13

Sem comentários:

Enviar um comentário